Genéricos e similares são responsáveis por 65% das vendas – Guia da Farmácia – Imã de geladeira e Gráfica Mavicle-Promo

Juntos, esses medicamentos são somam 2,9 milhões de caixas vendidas em 2017

Os genéricos e similares foram os campeões de vendas de medicamentos no Brasil em 2017. De acordo com dados inéditos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), estes produtos tenham alcançado a marca de 2,9 mil milhões de embalagens comercializadas no ano passado, o que representou 65% do total das caixas dos medicamentos vendidos no País (4,4 milhões).

Separados, os números são os seguintes: mais de 1,5 milhões de caixas de medicamentos genéricos, que são comercializados (34,6% do total) e mais de 1,3 milhões de embalagens de medicamentos similares vendidas (30,6%).

Juntos, esses produtos foram responsáveis por 4.770 elementos (72,4%) do total de produtos registrados pela indústria farmacêutica. Também representaram um terço do faturamento global do setor, chegando a R$ 23,5 bilhões de dólares em produtos comercializados – 33,9% do total das vendas.

Os dados confirmam um fato importante: a participação dos medicamentos genéricos e similares (que respondem às mesmas exigências regulatórias que os genéricos) no mercado nacional, o que coloca o Brasil em um nível próximo ao de países como os Estados Unidos da américa (EUA) e Canadá.

Para a Anvisa, a informação também indicam o sucesso da política pública nacional de acesso a medicamentos e a confiança da população brasileira nesta classe de produtos, que custam pelo menos 35% menor para os consumidores do que os medicamentos de referência.

Importância dos genéricos no mercado

As estatísticas mostram que a percentagem de comercialização de genéricos em 2017 foi maior do que os percentuais de 2016 (32,4%) e 2015 (30%), o que indica um crescimento contínuo das vendas desses produtos.

No ano passado, o volume de negócios participaram 88 empresas produtoras de genéricos, que, juntas, venderam um total de 2.450 diferentes produtos, no 4.202 apresentações. Sozinhos, os genéricos renderam us$ 9,3 milhões.

Outro dado interessante é que 63% do faturamento total dos genéricos é composto de medicamentos com preço de fábrica inferior a R$ 25 por unidade. Apenas 9% estavam acima da faixa de r$ 250.

Entre as 20 maiores empresas produtoras de esta classe de medicamentos, teve destaque a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o laboratório público que ocupou o 10º lugar no ranking, com vendas entre us$ 250 milhões e us$ 500 milhões em 2017.

Especificamente em relação aos medicamentos similares, 149 empresas produziram um total de 2.320 produtos, em 4.409 apresentações diferentes, com um faturamento de R$ 14,1 bilhões.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Compartilhar:

Fonte: guiadafarmacia.com.br/indeterminado e similares-representam-65-as-vendas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/grafica/imadegeladeira.ind.br/wp-includes/functions.php on line 5420

Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/grafica/imadegeladeira.ind.br/wp-includes/functions.php on line 5420