Sindigás “Campo Grande, ganha o Laboratório de Análise de GLP”

Fonte: MME

No município de Campo Grande (MS) dispõe de um laboratório para a realização de análises e de produtos derivados do petróleo, e acima de tudo, o gás liquefeito de petróleo (GLP), também conhecido como gás de cozinha. No laboratório, e se inaugura hoje, às 16, no âmbito do simbólico no setor, depois que o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) toma uma decisão para acabar com a prática de fixação de preços diferenciados de GLP a partir do mês de março do ano de 2020, abrindo caminho para a entrada de novos agentes na etapa de importação desse combustível.

No laboratório de manifestar-se na qualidade do produto que é importado, em grande escala, da república da Bolívia, por um montante anual de 72 mil toneladas de GLP, de acordo com o contrato assinado entre a empresa distribuidora brasileira Copagaz e a empresa boliviana Yacimientos Petrolíferos Fiscais Bolivianos (YPFB), o que também servirá para o abastecimento da região Centro-Oeste do brasil. O volume contratado ascende a mais de um terço do consumo de GLP nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, no brasil.

A diversificação das agências de viagens é um dos principais objetivos do Ministério de Minas e Energia (MME), contribuindo de forma positiva para a hora de garantir o abastecimento a nível nacional. Espera-Se que as outras rotas de importação dos combustíveis, que se estabeleçam, com as melhores soluções logísticas eficientes e a preços muito competitivos, o que resulta em benefícios diretos para o consumidor.

No Laboratório de Análise de GLP”, é fruto da parceria entre a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), e as empresas de Copagaz – distribuição de GLP (gás) e Superinspect – certificação acreditado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A assessoria de Comunicação Social do Ministério de Minas e Energia (61) 2032-5620 ascom@mme.gov.br www.mme.gov.br www.twitter.com/Minas_Energia www.facebook.com/minaseenergia

Fonte: www.sindigas.org.br/novosite/?p=16115

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *