Sindigás “, Em uma década, o brasil dobro dos gastos com prestadores de serviços

Fonte: www.minhaoperadora.com.br

Nesta terça-feira (4), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentou os novos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF). O estudo indica que, entre os anos de 2008 e 2018, os gastos dos lares brasileiros, com os serviços de telefonia, internet e TV por cabo dobraram, o aumento de 0,6% a 1,1% do orçamento da família.

Há mais de uma década, os brasileiros gastavam mais de telefonia fixa (Us$ 27,18/ano), seguido pelo de telefones móveis (Us$ 26,19), e os pacotes de telefonia, TELEVISÃO e internet (Us$ 15,05).

Hoje em dia, a conta foi invertido, com as famílias, o gasto médio de Us$ 50,41 por mês, com um pacote de internet e de televisão por cabo, é de R$ 49,42 com os smartphones e os Us$ 7,72 com a rede de telefonia fixa.

O custo dos pacotes de TV e internet, que é mais grande do que é o gás de cozinha (Us$ 38,15), as visitas ao médico (€15,76), brinquedos (Us$ 7,68), e os livros e revistas (Us$ 6,01).

Além dos serviços de fornecedores de serviços, o custo dos jogos em dispositivos móveis triplicou no período, passando de 1,6% para 2,1% dos gastos mensais.

A média de gasto das famílias brasileiras, que é de us$ 4.649,03), sendo que o 92,7% é destinada a despesas como a alimentação, a habitação e o consumo.

A POF é realizada a partir da década de 1970. Para esta pesquisa, o censo foi visitado por mais de um ano, 58 mil casas, e em 1,9 mil cidades do país. As famílias que responderam questionários sobre seus hábitos de consumo.

Fonte: www.sindigas.org.br/novosite/?p=16024

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *