Sindigás ” o Secretário da Receita, os sinais que faz a diferença, da liga

Fonte: G1

A secretaria da Receita Federal do brasil, Marcos Lado, foi demitido nesta quarta-feira (11). À saída de um Lado foi confirmado no blog, pelo chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Em um comunicado, no entanto, o ministro de Economia e finanças, disse que o secretário pediu a renúncia de seu cargo. A saída do secretário de que foi anunciada após a publicação da convocação no “nova cpmf” a prescrição.

Na terça-feira (10), o subsecretário de Receita, josé Marcelo de Souza Silva, apresentou-se nas taxas de impostos no estudo, por parte do governo federal e dos impostos sobre os pagamentos a que foi comparado à Contribuição Provisória Sobre a Movimentação Financeira (PLASMA).

O projeto foi apresentado no Fórum Nacional de direito Tributário, organizado pelo Sindifisco a nível Nacional.

Durante a sua fase à frente do serviço de rendas internas, os sinais que faz a diferença no romance os episódios originais. Em seguida, no início deste ano, confirmou-se que haveria uma mudança na taxa de Imposto de Renda, na época, e com o aumento da taxa Sobre as transações Financeiras (ITF).

Com isso, ele se negou a informação publicada antes de tempo, no mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro. Tem-Se dito que o ministro da Economia e das finanças, Fernando Guedes, anunciada nesta sexta-feira que a “possibilidade de reduzir a maior quota do imposto, dos atuais, 27,5% para 25%. Bolsonaro disse, além disso, que o ITF aumentaria.

Em abril, o chefe de Finanças, disse ao jornal “Folha de são Paulo”, no qual o imposto sobre os pagamentos efectuados no debate, na área econômica do governo, inclusive a dos fiéis das igrejas estarão isentos de impostos, quando contribuir com o dízimo.

Nesse mesmo dia, houve uma reação por parte do presidente da Bolsonaro. Disse que não haverá aumento de impostos que não sejam da igreja.

O ministro da Economia e das finanças, Fernando Guedes, afirmou que os liberais que, como se estabeleceu entre os membros da equipe econômica, o que pode dificultar ou fazer a substituição tributária, mas não a de elevar os impostos.

Íntegra da nota

O ministro de Economia e finanças, publicou uma nota sobre. Leia o texto completo:

“O ministro da Economia e finanças informa que o pedido de isenção de responsabilidade da secretaria especial do serviço de rendas internas, os sinais que faz a diferença. Esclarece-Se que ainda não há um projeto de reforma fiscal que terminou. A equipe econômica trabalha na elaboração de um novo regime fiscal, a fim de corrigir as distorções, a simplificação das regras, reduzir os custos, reduzir a carga fiscal das famílias e de desonerar a folha de pagamento. A proposta de que somente ocorrerá após a aprovação do ministério de Paulo Guedes, e o presidente da República, Jair Bolsonaro. O ministro Paulo Guedes, agradece à secretaria de Marcos, que faz a diferença nos serviços que presta aos cidadãos. O auditor fiscal de são José de Assis Ferraz Neto assumirá interinamente o cargo”.

Fonte: www.sindigas.org.br/novosite/?p=15764

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *